Bioquímica Clínica On Line

1 de agosto de 2010

Testes Laboratoriais Remotos (TLR)

Filed under: Controle de Qualidade, Download — Admin @ 20:16

Diretrizes para gestão e garantia da qualidade de Testes Laboratoriais Remotos (TLR)

(31/01/2007)

Posicionamento Oficial 2004

Comissão de Testes Laboratoriais Remotos (TLR)/Point-of-Care Testing (POCT)

 

O teste laboratorial remoto (TLR) também é conhecido como teste rápido, teste à beira do leito, teste ao lado do paciente, entre outras denominações. É realizado onde os cuidados médicos são prestados ao paciente, com várias características que podem ser utilizadas na sua distinção de outros tipos de testes laboratoriais: fornece resposta rápida (resultado em poucos minutos); a amostra não necessita ser transportada até um laboratório; a etapa analítica (processamento) é simplificada; os analistas podem ser experientes ou iniciantes e oriundos de diferentes profissões da área da saúde (como enfermeiras e médicos); o custo direto do teste e de seus insumos é, na maioria dos casos, mais elevado do que o custo de um teste laboratorial tradicional; há múltiplas máquinas e tecnologias (pouca consolidação); pode ser usado para triagem e, recentemente e cada vez mais, como teste definitivo.
Contudo, o desenvolvimento dos modernos testes laboratoriais de execução remota já tem uma história de mais de 50 anos. Sucintamente, o primeiro teste de glicose na urina para ser feito conveniente e precisa e em casa foi lançado nos EUA, em 1941, pela companhia Miles, que revolucionou o mercado diagnóstico “in vitro” com o Clinitest, no formato de tabletes efervescentes para testar a presença de açúcar na urina. Já o primeiro teste de execução remota de glicose no sangue utilizava em fita-reagente com leitura visual e foi também desenvolvido pelos cientistas da Miles em 1964, com o nome de Dextrostix. E, finalmente, através de sua divisão Ames, a Miles foi também a pioneira a lançar, em 1969, o primeiro glicosímetro de refletância portátil (mas que pesava 1,4 Kg!), que possibilitava a leitura quantitativa da concentração de glicose em fita-reagente (Figura 1).

image
Figura 1: Primeiro glicosímetro de refletância, lançado nos EUA em 1969.
Nas últimas duas décadas, os TLR têm se tornado cada vez mais populares, por oferecerem várias vantagens potenciais com relação aos testes laboratoriais tradicionais.

 

Para saber mais, faça o download do texto, em PDF:

Download-256x256

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: